Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

América Latina e o Caribe frente à globalização

9 de abril de 2002|Comunicado de imprensa

A América Latina e o Caribe devem adotar uma agenda positiva na construção de uma nova ordem internacional e com ela comprometer-se de forma efetiva: é o que irá propor a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) em seu Vigésimo nono período de sessões, a ser realizado em Brasília, Brasil, de 6 a 10 de maio de 2002, no Hotel Blue Tree Park.

O período de sessões é o encontro mais importante de cada biênio para a CEPAL. Nele os 48 governos que integram esta Comissão da ONU examinam o progresso de suas atividades durante os dois anos anteriores e aprovam o plano de trabalho para os dois anos seguintes. Além disso, é uma instância em que se analisam temas de relevância para o desenvolvimento dos países da região, com a participação de aproximadamente 200 delegados dos governos e uma centena de representantes de organismos especializados das Nações Unidas, organizações não governamentais e convidados especiais.

Durante esta reunião, a CEPAL apresentará o documento Globalização e Desenvolvimento, que entega um diagnóstico sobre os efeitos da globalização em suas dimensões econômica, social e política, bem como uma proposta de políticas públicas.

O vigésimo nono período de sessões será organizado em duas fases. A primeira é técnica e irá de 6 a 8 de maio. Na segunda-feira, dia 6 haverá duas sessões de trabalho com os delegados dos governos e um debate sobre o documento da CEPAL. Na terça-feira, dia 7 e na manhã da quarta-feira os delegados dos governos farão uma revisão do relatório de atividades e do programa de trabalho para o biênio 2004-2005. Paralelamente, durante o dia 7 haverá uma sessão do Comitê Especial sobre População e Desenvolvimento; na quarta-feira, dia 8 haverá uma sessão da Mesa Diretiva do Conselho Regional de Planejamento do Instituto Latino-Americano e do Caribe de Planejamento Econômico e Social (ILPES); e à tarde do mesmo dia haverá uma sessão do Comitê de Cooperação entre Países e Regiões em Desenvolvimento.

Fernando Henrique Cardoso, Presidente do Brasil, e José Antonio Ocampo, Secretário Executivo da CEPAL, inaugurarão a fase ministerial no dia 9 de maio. O restante deste dia e a manhã de sexta-feira serão dedicados ao seminário América Latina e o Caribe frente à globalização, dividido nos seguintes painéis:

  • A região frente aos desafios da globalização

  • Políticas macroeconômicas em uma economia globalizada

  • Políticas produtivas e tecnológicas na era global

  • Globalização e equidade

  • Sustentabilidade ambiental em um mundo global

Na sexta-feira, dia 10 será iniciado o debate geral a nível ministerial e serão adotadas as resoluções finais.

Contato

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine