Você está aqui

Disponível em:Português

Na COP25, a CEPAL e parceiros do poder público brasileiro realizaram evento paralelo sobre investimentos em energias sustentáveis no Brasil

O Escritório da CEPAL em Brasília realizou em Madrid o evento paralelo “Energy Big Push: acelerando investimentos em inovação em energia sustentável no Brasil” em conjunto com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e o Ministério de Relações Exteriores do Brasil (MRE). O evento ocorreu durante a 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP25), em Madrid, no dia 11 de dezembro de 2019.

3 de março de 2020|Nota informativa

foto-nota-cop25.png

Foto COP25
CEPAL Brasilia

[02 de março de 2020] Durante a 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP25) realizada em Madrid, a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe das Nações Unidas (CEPAL) realizou o evento paralelo “Energy Big Push: acelerando investimentos em inovação em energia sustentável no Brasil”, em parceria com o Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), a Agência Internacional de Energia (IEA, da sigla em inglês), a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e o Ministério de Relações Exteriores do Brasil (MRE). O evento ocorreu no dia 11 de dezembro de 2019 no Pavilhão Euroclima+ na COP25.

O evento foi realizado no âmbito do projeto “Energy Big Push (ou Grande Impulso Energia) Brasil”, que visa a apoiar a promoção de mais e melhores investimentos públicos e privados em energias sustentáveis, com ênfase em inovação, contribuindo para um grande impulso energético no Brasil. O projeto é executado conjuntamente pela CEPAL, o CGEE e a Empresa de Pesquisa Energética (EPE) e conta com contribuições de diversos órgãos ligados aos temas de energia e inovação, que são: Ministério de Minas e Energia (MME), Ministério de Relações Exteriores (MRE), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações (MCTIC), Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) e Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), além de contar com o apoio da Cooperação Técnica Alemã (GIZ).

O intuito da realização do evento foi proporcionar um espaço para o debate e troca de experiências dos países latino-americanos em inovação para a transição energética limpa e sustentável na 25ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP25), realizada em Madrid, Espanha. O evento contou com a presença de atores diversos, entre esses, representantes do governo federal brasileiro, do poder legislativo brasileiro, do setor privado, do setor financeiro e de especialistas em energias sustentáveis e inovação.

Foram discutidos as oportunidades e os desafios para um grande impulso (big push) para acelerar os investimentos em energias sustentáveis no Brasil. O evento iniciou-se com uma apresentação sobre o estado da arte da ciência sobre a tendência climática atual e futura, realizada por Thelma Krugg (Vice-presidente, IPCC). Em seguida, Joseluis Samaniego (Diretor, Divisão de Desenvolvimento Sustentável e Assentamentos Humanos, CEPAL), apresentou a abordagem que a CEPAL vem desenvolvendo para apoiar os países da região na construção de estilos de desenvolvimento mais sustentáveis, chamada “Big Push para a Sustentabilidade”. Na sequência, o Senador Jaques Wagner (Presidente da Subcomissão Brasil Século XXI, Senado Federal), apresentou sua experiência com a realização de projetos de investimentos em energias renováveis na Bahia, quando foi governador daquele estado, além de destacar os trabalhos da Subcomissão Brasil Século XXI, instalada no Senado Federal Brasileiro em 2019 para propor políticas públicas, reformas estruturais e de desenvolvimento econômico e social que representem um Grande Impulso (ou Big Push) para a sustentabilidade no Brasil. Sara Moarif (Head, Unidade de Ambiente e Mudança do Clima, IEA) apresentou os trabalhos da IEA com transição energética. Renato Godinho (Primeiro Secretário, Ministério das Relações Exteriores do Brasil - MRE) ilustrou com dados e evidências a situação e as tendências energéticas do Brasil, incluindo oportunidades e desafios no contexto das energias sustentáveis. Marcelo Poppe (Coordenador, Desenvolvimento Sustentável, CGEE), então, apresentou o projeto Energy Big Push (Grande Impulso Energia) Brasil, incluindo seus objetivos e suas principais lições aprendidas.

À luz do que foi discutido no painel, para os participantes do evento, é necessário pensar o projeto Energy Big Push e a transição da matriz energética como um esforço conjunto para coordenar investimentos que impulsionem inovação, P&D, políticas públicas e eficiência energética. O projeto Energy Big Push reconhece a oportunidade que o Brasil apresenta para adotar uma abordagem coordenada para a inovação energética.

 

Mais informações sobre o projeto Energy Big Push no Brasil:

https://www.cepal.org/pt-br/proyectos/energy-big-push-grande-impulso-energia-brasil

A transmissão completa do evento pode ser encontrada aqui:

https://www.facebook.com/EUROCLIMAplus/videos/2487136764891719/