Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

Capacitação oportuna sobre desastres para funcionários de Tobago

De 23 a 25 de maio de 2018, a CEPAL proporcionou aos formuladores de políticas maior capacidade e conscientização a respeito da redução do risco de desastres.

25 de junho de 2018|Notícia

Com o começo da temporada “de chuvas” em Trinidad e Tobago, a sede sub-regional para o Caribe da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) realizou na ilha de Tobago um curso de capacitação sobre a metodologia de estimação de danos e perdas (conhecida como DaLA, por sua sigla em inglês) de 23 a 25 de maio de 2018.

As áreas abordadas ao longo dos três dias incluíram, entre outras, uma introdução sobre os conceitos básicos da metodologia de estimação de desastres, o papel do planejamento na gestão dos riscos de desastres e seu impacto na consecução dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), como a população pode ser afetada e como podem ser alteradas áreas como habitação, eletricidade, telecomunicações, transporte e turismo.

O curso de capacitação da CEPAL sobre a DaLA proporcionou aos participantes maior capacidade e conscientização a respeito da redução do risco de desastres na ilha. Neste sentido, a equipe da CEPAL compartilhou a experiência de vários governos da região que incorporaram a redução do risco de desastres em seus investimentos públicos e utilizou exemplos de outras iniciativas de gestão do risco de desastres e de melhores práticas para explicar a aplicação e utilidade da metodologia.

A capacitação foi muito elogiada pelos participantes. Agradeceram a aplicação prática da metodologia para estimar danos e perdas e o uso de exemplos de países da região para ilustrá-la. Também entenderam a importância de coletar dados setoriais de forma permanente para ter informação de referência em caso de desastre.

O curso de capacitação foi elaborado para os formuladores de políticas e os profissionais diretamente envolvidos na gestão do risco de desastres e na redução de riscos. Além de funcionários da Agência de Gestão de Emergências de Tobago da Assembleia de Tobago, também foram convocados a participar especialistas de outros setores, como água, eletricidade, educação e saúde. A composição multissetorial dos participantes permitiu um intercâmbio eficaz de informações e experiências entre os setores vinculados com a gestão de desastres e riscos em Tobago.

Os participantes elogiaram os organizadores pelo conteúdo do curso e a apresentação deste tema complexo de forma simples e interessante. Destacaram que o curso não só ressaltou a importância das estimativas de danos e perdas nos diversos tipos de desastres, mas também demonstrou a relevância da incorporação de medidas intersetoriais para reduzir as vulnerabilidades.

Além disso, a metodologia da CEPAL adota um enfoque multissetorial para estimar as consequências e os impactos de um desastre. Desde 2015, a CEPAL realizou quatro cursos no Caribe, que beneficiaram funcionários de nove países e dois territórios. Através desses esforços de capacitação, a CEPAL espera criar equipes de estimação de desastres na sub-região, ao reconhecer que o Caribe é muito vulnerável a eles.

O curso de capacitação em Tobago foi solicitado pela Agência de Gestão de Emergências de Tobago e apoiado pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Tópicos

Contato

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine