Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

A CEPAL promove o diálogo territorial e sustentável entre diferentes atores na Colômbia

O escritório do organismo nesse país realizou três eventos para promover o conhecimento e o diálogo territorial. Um dos desafios do projeto foi encontrar boas formas de fortalecer os vínculos entre as áreas rurais e urbanas para gerar um desenvolvimento mais inclusivo.

12 de março de 2020|Notícia

O escritório da CEPAL em Bogotá, no âmbito do projeto “Vínculos urbano-rurais e tecidos territoriais para o desenvolvimento inclusivo da Colômbia”, realizou três eventos entre diferentes atores para promover o conhecimento e o diálogo. Nesses espaços foram identificadas iniciativas sustentáveis que conectam espaços rurais e urbanos e indagou-se acerca do tipo de vínculos, relações, interdependências, alianças e redes que existem nos territórios, bem como das razões pelas quais surgiram e a forma de potencializar seu fortalecimento.

No Seminário Nacional Tecidos Territoriais, realizado em Bogotá, em 29 e 30 de agosto de 2019, participaram autoridades nacionais e regionais, centros de pesquisa, empresas, instituições regionais, iniciativas comunitárias e especialistas. O evento contou com a apresentação de diversas metodologias para entender as redes e conexões nos territórios; além disso, houve conversações em torno do papel de atores públicos e privados nas relações entre o campo e a cidade. Do mesmo modo, ressaltou-se o reforço da confiança e a compreensão do território em que se habita como temas importantes para potencializar o desenvolvimento local.

Com o mesmo propósito de promover o diálogo em espaços territoriais, foram realizados dois workshops regionais, com a participação de autoridades locais, regionais e nacionais, instituições públicas, agentes privados e atores comunitários e acadêmicos. No primeiro, realizado em Ibagué em 20 e 21 de novembro de 2019, foram ressaltados os temas ambientais e culturais como veículos geradores de tecidos que conectam territórios, histórias e costumes. Além disso, ressaltou-se o papel da universidade como um ator que sistematiza conhecimentos sobre o desenvolvimento territorial.

Em 27 e 28 de novembro de 2019, o segundo workshop foi realizado em Medellín. Nesse encontro ressaltou-se o papel de diversos eixos na compreensão do território, entre eles a institucionalidade, em aspectos como a infraestrutura viária, a descentralização da educação superior, a associação de municípios, a empresa pública e as instituições regionais. Do mesmo modo, destacaram-se as alianças entre atores das instituições públicas, agentes regionais, comunitários e culturais e a academia para repensar o território além dos limites político-administrativos e construir rotas para o desenvolvimento territorial.

Os três eventos mostraram que a complexidade dos fluxos e das conexões para o desenvolvimento dos territórios ultrapassa as visões unidimensionais. Assim, sob diversos ângulos e particularidades, o seminário e os workshops constataram que estas redes de vínculos, chamadas “tecidos territoriais”, são mediadas por fatores históricos, identitários, geográficos, sociais e econômicos. Por isso, um dos desafios do projeto é encontrar boas formas de fortalecer esses vínculos para gerar um desenvolvimento mais inclusivo.

Contato

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine