Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

A CEPAL e a OPAS analisarão a segurança viária e sua importância para o desenvolvimento sustentável

Organismos realizarão evento paralelo durante conferência mundial que será realizada no Brasil em 18 e 19 de novembro.

9 de setembro de 2015|Notícia

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) promoverão um evento paralelo sobre a situação da segurança viária na região, no âmbito da Segunda Conferência Global de Alto Nível sobre Segurança no Trânsito, que será realizada no Brasil em 18 e 19 de novembro de 2015.

Segundo os dois organismos das Nações Unidas, a mobilidade segura, oportuna e a um preço acessível faz parte das premissas de um desenvolvimento sustentável e dos objetivos da agenda pós-2015. Por isso, a segurança viária deve fazer parte das políticas públicas nacionais e regionais.

No encontro paralelo, que será realizado em 18 de novembro, participarão autoridades dos ministérios de obras públicas, saúde e transporte e agências nacionais de segurança viária de vários países, organismos do Sistema das Nações Unidas e outras instituições multilaterais, que debaterão sobre a situação regional e como ajustar as ações na segunda parte da década de ação para a segurança viária, decretada pelas Nações Unidas para 2011-2020.

A segurança viária é um tema relevante para a América Latina e o Caribe. Apesar dos esforços nacionais e multilaterais, ainda existem áreas que devem ser reforçadas para melhorar o desempenho regional e alcançar a meta de redução proposta para o final da década.

Na América Central, por exemplo, os pedestres representam até 31% do total das mortes por acidentes de trânsito, enquanto nos Estados Unidos e Canadá as cifras chegam a 12% e 14%, respectivamente.

Na reunião a CEPAL e a OPAS apresentarão a situação atual da segurança viária na América Latina e no Caribe e as principais diretrizes estratégicas de políticas integradas nesta matéria. Posteriormente, será organizada uma mesa-redonda com autoridades nacionais para analisar sua visão sobre os desafios e melhores práticas nacionais e regionais.

Os participantes do encontro falarão sobre a melhora no manejo de informação, o desenho e manutenção de infraestrutura para usuários vulneráveis, bem como outras políticas públicas bem-sucedidas para a redução dos acidentes de trânsito.

Ao término do evento espera-se estabelecer um compromisso regional em redobrar os esforços para o cumprimento da meta de reduzir pela metade o número de mortos e feridos no trânsito, de acordo com os novos objetivos de desenvolvimento do milênio. 

Contato

Assinatura

Receba as novidades da CEPAL por e-mail

Assine