Você está aqui

Disponível em:EnglishEspañolPortuguês

Os países analisarão políticas para estreitar o vínculo entre os âmbitos social e produtivo visando a superar a pobreza e a desigualdade

A Segunda Reunião da Conferência Regional sobre Desenvolvimento Social da América Latina e do Caribe, órgão subsidiário da CEPAL, será realizada de 25 a 27 de outubro de 2017 em Montevidéu, Uruguai.

4 de setembro de 2017|Notícia

De 25 a 27 de outubro de 2017 em Montevidéu, Uruguai, ministros e altas autoridades dos governos da região, junto com representantes da sociedade civil e do mundo acadêmico, participarão da Segunda Reunião da Conferência Regional sobre Desenvolvimento Social da América Latina e do Caribe, na qual se analisará o duplo desafio da inclusão social e econômica.

O encontro, organizado pela Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e pelo Ministério de Desenvolvimento Social do Uruguai, será realizado em conjunto com o IX Fórum Ministerial para o Desenvolvimento da América Latina e do Caribe, a cargo do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Durante o evento, a CEPAL apresentará o documento de posição Lacunas, eixos e desafios no vínculo entre o social e produtivo, que abordará questões como os nós críticos para o cumprimento da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, a importância das políticas sociais com enfoque de direitos ao longo do ciclo de vida e a articulação entre as políticas de inclusão social e econômica visando à erradicação da pobreza e a significativa redução das múltiplas dimensões da desigualdade social nos países da América Latina e do Caribe, entre outros temas.

Em 31 de julho, a Secretária Executiva da CEPAL, Alicia Bárcena, e a Ministra de Desenvolvimento Social do Uruguai, Marina Arismendi, assinaram o acordo que estabelece a realização do encontro em Montevidéu; na ocasião, destacaram o compromisso demonstrado pelo país anfitrião em matéria de políticas de proteção social. Ressaltaram especialmente a implementação do Sistema Nacional Integrado de Cuidados, que cobre crianças de 0 a 3 anos, pessoas em situação de dependência e cuidadores.

Como parte dos preparativos da conferência, o Governo do Uruguai, com o apoio da CEPAL e de outras agências do Sistema das Nações Unidas (em particular OIT, UNESCO, PNUD, UNFPA e UNICEF), organizou durante julho e agosto um seminário e três diálogos nacionais (veja a nota relacionada).

A Conferência Regional sobre Desenvolvimento Social é um dos nove órgãos subsidiários da CEPAL. Foi criada em 2014 com o propósito de promover o melhoramento das políticas nacionais de desenvolvimento social e a cooperação internacional, regional e bilateral no âmbito social e avançar na medição das diversas dimensões da pobreza, da desigualdade e das lacunas estruturais que persistem na região.

Na primeira reunião da conferência, realizada em novembro de 2015 em Lima, Peru, a CEPAL apresentou o documento Desenvolvimento social inclusivo: uma nova geração de políticas para superar a pobreza e reduzir a desigualdade na América Latina e no Caribe (em espanhol). No ano seguinte, durante a primeira reunião da Mesa Diretora da conferência, realizada na República Dominicana, a Comissão divulgou o estudo A matriz da desigualdade social na América Latina (em espanhol).

As deliberações da conferência serão informadas ao Fórum dos Países da América Latina e do Caribe sobre Desenvolvimento Sustentável, que constitui o novo mecanismo regional para o acompanhamento e exame da implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. O Fórum, de carácter anual, reuniu-se pela primeira vez em abril de 2017 no México.